A 30ª Edição da Atlantis Cup – Regata da Autonomia teve o seu fim na cidade da Horta (Faial), no dia 5 de agosto, depois de todas as embarcações em prova terem percorrido as 198 milhas náuticas que ligaram as ilhas do Pico, Terceira, Graciosa e Faial.

Em cada uma destas ilhas, após a largada, no dia 29 de julho do Pico, e após realizada cada uma das pernas, os veleiros permaneceram, em média, 3 dias nas mesmas para as tripulações reporem energias, tomarem contacto com as belezas naturais que as caracterizam e para realizarem alguns arranjos que as condições de mar e de vento possam ter causado a estas.

O grande vencedor da 30ª Edição da Atlantis Cup – Regata da Autonomia foi o veleiro QUINAS, capitaneado pelo Terceirense Marco Peixoto, associado do Angra Iate Clube, que manifestou o seu enorme agrado pelo feito conseguido: “Foi uma regata muito competitiva e por isso estou muito contente com a vitória”.

Os lugares seguintes foram ocupados, respetivamente, pelos veleiros 4 XCAPE, do Faialense Luís Quintino e pelo CELTIC DREAM, do Terceirense, associado do Angra Iate Clube, João Reis.

O Angra Iate Clube felicita, de uma forma geral, todos os velejadores que realizaram a 30ª Edição da Atlantis Cup – Regata da Autonomia e em particular os seus vencedores, assim como todos os elementos envolvidos na sua organização e patrocinadores.

Ver: http://www.cnhorta.org/index.php/arquivo/videoscnh/4812-atlantis-cup-2018-da-graciosa-ao-faial.html

Angra Do Heroísmo, 06 de agosto de 2018